Engenheiro consegue implantar 128 GB de armazenamento em iPhone de 16 GB

O iPhone não tem armazenamento expansível, o que é uma crítica de longa data à Apple, vinda especialmente do lado dos entusiastas do Android, acostumados com entradas para cartões microSD. No entanto, isso não quer dizer que é impossível aumentar o espaço para guardar arquivos e fotos no iPhone; só é preciso a técnica certa.

O exemplo foi dado por Scotty Allen, a pessoa por trás do canal Strange Parts no YouTube. Ele já é conhecido por façanhas como montar um iPhone por conta própria e até mesmo incluir uma entrada de fones de ouvido em um iPhone 7, o primeiro modelo da Apple a não ter a tradicional porta de áudio de 3,5 milímetros. Tudo isso se deve ao fato de que ele mora na cidade de Shenzen, na China, onde ele tem acesso facilitado a peças sobressalentes compatíveis.

Desta vez, Allen dedicou seu tempo a dar vida nova a um iPhone 6s com 16 gigabytes de armazenamento. Na época em que o modelo foi lançado, em 2015, 16 GB já não eram exatamente uma grande capacidade de armazenamento de dados e o tempo e aumento de arquivos, aplicativos e fotos tornaram praticamente impossível conviver com só isso de espaço no celular.

Para isso, não bastava apenas comprar uma memória flash nova compatível com o iPhone 6s. É necessário também gravar bastante informação na peça, o que só pode ser feito com um equipamento específico, além de realizar um trabalho de alta precisão na remoção e substituição do componente, que requisitou a compra de uma série de circuitos lógicos adquiridos unicamente para treinamento.

No fim, o iPhone 6s de 16 GB passou a ter 128 GB de armazenamento, um aumento de 800% na capacidade de disco. Se você, como nós do Olhar Digital, é o tipo de pessoa que admira esse tipo de gambiarra e entende inglês, vale a pena acompanhar todo o processo de produção no vídeo abaixo.

 

 

 

Artigo extraído do blog Olhar Digital